Abertura do Encontro Nacional dos Servidores é marcada por unidade para derrotar a PEC 32/20

Uma live com representação de diferentes setores do serviço público deu a largada para o Encontro Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Setor Público na quinta-feira (29). Organizado pelas centrais sindicais e entidades que representam o funcionalismo, o evento está reunindo servidores municipais, estaduais e federais de todo o Brasil para organizar a luta contra a Reforma Administrativa (PEC 32/20). A transmissão da atividade de abertura foi acompanhada por mais de 5 mil pessoas.


Os organizadores comemoraram a grande adesão no primeiro dia e a unidade para a construção da agenda de lutas. No debate promovido pelas entidades que compõem o Fórum dos Servidores Públicos das Centrais Sindicais, participaram lideranças das doze centrais sindicais brasileiras, além de representantes do PSTU, PSOL, PT, PCdoB, Podemos e Solidariedade; e integrantes de movimentos de servidores como o Basta, Pública, Fonasefe e União dos Policiais do Brasil (UPB).


Ao todo, foram 31 falas na mesa de abertura, que ressaltaram a necessidade de organizar os servidores e mobilizar a população em geral contra o projeto de reforma do setor público do Governo Bolsonaro.


Na abertura, foi defendida ainda a organização de uma Greve Geral dos servidores públicos no próximo dia 18 de agosto. Antes da paralisação, ainda deve acontecer um ato em Brasília, no dia 3 de agosto, no retorno do recesso parlamentar.


O evento segue nesta sexta-feira (30) com grupos de trabalho (GT’s) durante a manhã. A partir das 16h, será apresentado o relatório dos trabalhos e, às 17h, o manifesto do encontro será apresentado em uma live no Facebook da organização.



4 visualizações0 comentário