Entidades manifestam apoio ao PL dos Consignados em reunião com presidente do Banrisul

Representantes de diversas categorias de servidores públicos participaram da reunião virtual da Comissão de Segurança e Serviços Públicos (CSSP) da Assembleia Legislativa, que discutiu o papel do Banrisul durante a pandemia. As entidades participantes pediram ao presidente da instituição a adoção das normas previstas no Projeto de Lei 86/2020 para os empréstimos consignados.

A proposta, de autoria do presidente da CSSP, deputado Jeferson Fernandes (PT), determina a suspensão dos pagamentos por 90 dias e a cobrança das parcelas não pagas somente ao final do contrato, sem acréscimo de juros e multas. O presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Rio Grande do Sul (Sindijus/RS), Fabiano Salazar, argumentou que os empréstimos consignados têm baixa inadimplência e geram uma excelente lucratividade para o banco: Neste momento crítico, é hora do Banrisul demonstrar sensibilidade e dar o seu retorno. Outros estados já tiveram projetos semelhantes aprovados”, apontou.

O presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho Mendes, afirmou que a instituição está aberta a discutir a ampliação da carência dos empréstimos consignados para servidores públicos, mas que não pode oferecer uma taxa de juros menor do que a captada. “O Banrisul atendeu a demanda dos sindicatos dos servidores e fez o seu papel ao repactuar os consignados, mas não pode deixar de cobrar encargos financeiros e nem operar uma linha de crédito com taxa zero. Temos regras a seguir”, alegou o presidente. Além dos representantes dos servidores públicos, deputados de diversos partidos cobraram do dirigente do Banrisul ações efetivas para socorrer setores produtivos que estão sendo asfixiados pela crise sanitária. O deputado Pepe Vargas (PT), autor do convite para que o presidente da instituição financeira participasse da reunião, criticou a taxa de juros cobrada na repactuação dos empréstimos consignados e as dificuldades de acesso ao crédito.

Com informações da Agência de Notícias ALRS.

1 visualização0 comentário