top of page

Equipe de Lula negocia nova faixa de isenção do Imposto de Renda para 2023

A equipe do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, negocia com o Congresso a aprovação de uma nova faixa de isenção do Imposto de Renda (IR) para entrar em vigor em 2023. Pela tabela atual, são isentos de descontos salários até R$ 1.903,98. Em sua campanha, Lula assumiu compromisso de estender a isenção para até R$ 5 mil de renda mensal.


De acordo com a Rede Brasil Atual, o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), teria liberado a votação da correção da tabela do IR ainda neste ano. Segundo a CNN, lideranças afirmam que falta apenas definir detalhes com o PT.


Defasagem corrói salário dos trabalhadores


Um estudo do Dieese, publicado em agosto deste ano, mostra que, até 2021, a defasagem da tabela do Imposto de Renda chegou a 134,65%.


Até 1996, a tabela era corrigida automaticamente por um indexador chamado Unidade Fiscal de Referência (Ufir), que foi extinto no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB).


Com essa mudança, a atualização da tabela passou a ser incerta e não teve mais nenhum reajuste depois de 2015, último ano de governo da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT). Somente neste período, as perdas acumuladas somam 31,88%.


Para o Dieese, para que essa defasagem seja compensada, a tabela deveria ser integralmente revisada, passando a isentar os vencimentos até R$ 4.467,68 mensais. É o que pretende fazer o presidente eleito, que promete avançar com a isenção até R$ 5 mil.


Com isso, passariam a pagar os 27,5% de IR somente os ganhos superiores a cerca de 11 mil reais.


Com informações: Rede Brasil Atual e Sintrjufe/RS.