top of page

Ipea lança livro sobre as transformações no setor público brasileiro de 1985 a 2020

Com dados originais e artigos inéditos, o livro “Trajetórias da Burocracia na Nova República: heterogeneidades e desigualdades (1985-2020)”, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), faz um balanço abrangente do funcionalismo público brasileiro, especialmente das mudanças na força de trabalho do setor público desde que o país voltou à democracia, a partir de 1985.


A obra tem 20 capítulos e destaca as múltiplas dimensões das desigualdades e heterogeneidades do setor público. Os estudos abordam os principais segmentos do funcionalismo e suas transformações nas últimas décadas, com recortes por nível federativo – União, estados e municípios – e por poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário.


Os autores dos artigos, pesquisadores do Ipea e convidados, analisaram a força de trabalho, os quantitativos de pessoal, a despesa e a política remuneratória, o perfil ocupacional e a estrutura de ocupações, os cargos e as carreiras, bem como as mudanças viáveis e desejáveis, visando à modernização do funcionalismo brasileiro.


Os pesquisadores exploraram a massa original de dados da plataforma Atlas do Estado Brasileiro, do Ipea, que ainda não havia sido analisada em detalhe. O setor público cresceu de forma significativa nos municípios. O espaço relativo do funcionalismo estadual e federal diminuiu. Hoje, os municípios têm seis em cada dez pessoas no setor público. Isso é relevante porque ainda se mantém uma tradição de análise concentrada no nível federal, que detém menos de 10% da força de trabalho.


Como desdobramento das análises desse movimento, outro aspecto de destaque no livro refere-se ao caráter heterogêneo e diverso da burocracia pública brasileira. Ele cita o exemplo da reforma administrativa do governo federal, ao partilhar um conjunto de imagens e premissas que vale para o serviço público federal, mas não se aplica aos níveis estadual e municipal, onde está a maior parte dos servidores. Desfazer essa imagem de homogeneidade, ou de uma parte representar o todo, também foi um propósito do livro.


A obra está disponível online e pode ser acessada aqui.


Fonte: Editado de IPEA.


14 visualizações

Comentarios


bottom of page