Servidores da Defensoria Pública farão paralisação na próxima terça-feira (26)

Dezenas de sedes da Defensoria Pública do RS (DPE/RS) registraram a paralisação dos servidores nesta terça-feira (19). A categoria parou por uma hora para acompanhar os trabalhos da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Assembleia Legislativa, onde tramita o Projeto de Lei (PL) 146/21, do novo plano de carreira. No entanto, sem sinal do parecer ou de movimentações da Administração Superior da DPE/RS, os servidores irão paralisar suas atividades durante todo o dia na próxima terça-feira (26).


A interrupção das atividades durante todo o expediente foi uma decisão da última Assembleia Geral. A definição era pela paralisação o dia inteiro caso o PL 146/21 não tivesse avançado na CCJ no momento em que o PL 147/21, que trata do plano de carreira dos servidores do Tribunal de Justiça do RS, chegasse ao Plenário.


O coordenador-geral do SINDPERS, Thomas Vieira, criticou a falta de ação da Administração Superior pela aprovação do projeto: “Temos caracterizado um modus operandi. Foi a administração anterior, onde uma das principais figuras era o atual Defensor Público-Geral, que protocolou o auxílio-creche e esqueceu o projeto na Assembleia Legislativa. Foi também essa mesma gestão que demorou dois anos para pagar a produtividade e só pagou porque teve pressão da categoria. E foi essa mesma gestão que nos deixou sem auxílio-saúde, enquanto os defensores públicos receberão”, listou o dirigente.


Com a paralisação do dia inteiro, serão mantidos apenas os quantitativos mínimos de 30% para o atendimento nas sedes da Defensoria Pública.



180 visualizações0 comentário