TJRS estabelece turno único para seus servidores; na DPE/RS categoria fecha o ano sem reconhecimento

A partir da retomada do retorno do recesso, em 7 de janeiro de 2022, os servidores e servidoras do Judiciário gaúcho terão um turno único de trabalho presencial. A decisão foi publicada na noite da quinta-feira (16) pelo presidente do Tribunal de Justiça (TJRS), Voltaire de Lima Moraes. O turno único será aplicado com expediente das 12h às 19h.


O coordenador-geral do SINDPERS, Thomas Vieira, parabenizou os servidores do TJRS pela vitória, mas criticou a administração da Defensoria Pública: “Mais um ano sem reconhecimento, sem valorização por parte da instituição, em que pese a gente tenha aumentado os atendimentos em mais de 45%, não houve nenhum reconhecimento para os servidores”.


Sem a aprovação do Plano de Carreira (PL 146/21), os servidores da Defensoria Pública ficaram mais um ano sem o alinhamento com outras carreiras do Sistema de Justiça, sem a jornada reduzida e sem outros pontos negociados no PCCS.


Apesar das constantes movimentações do SINDPERS na Assembleia Legislativa para agilizar a aprovação do PL 146/21, a matéria não chegou ao Plenário neste ano. O relator na Comissão de Segurança e Serviços Públicos (CSSP), Fábio Ostermann (Novo), prometeu entregar seu parecer até as primeiras semanas de fevereiro de 2022.


126 visualizações0 comentário