União do Sistema de Justiça define atuação conjunta com FSP e entidades da segurança pública

As entidades que integram a União dos Trabalhadores do Sistema de Justiça (Sindjus/RS, Simpe-RS, Sindpers, Abojeris e ASJ) participaram de duas reuniões, nesta quinta-feira (07), para articular uma atuação conjunta com outros setores pela melhoria do índice de reposição salarial apresentado pelo governo. A proposta de reajuste de 6% foi considerada um calote pelos servidores do estado, que já acumulam mais de 50% de perdas em quase oito anos sem reposição.


Servidores das três esferas unificam luta no dia 26 de abril


Já à noite, a atividade da Frente dos Servidores Públicos (FSP/RS), na sede do CPERS, reuniu entidades representativas dos servidores públicos das três esferas para traçar os próximos passos da luta conjunta das categorias.


Na pauta estava a mobilização contra a proposta de reajuste de 6%, apresentada pelo ex-governador Eduardo Leite (PSDB). Os representantes conversaram sobre a exigência de, no mínimo, o índice de 10,6%, que representa a inflação de 2021, além de avançar na discussão do Salário Mínimo Regional e na defesa do IPE Saúde de qualidade para todos.


“Foi uma importante reunião da FSP, onde conseguimos alinhar as demandas em torno do índice da RGA e estratégias para conquistarmos a majoração do índice apresentado pelo governo. As ações ensejarão um esforço de todos os servidores”, avaliou o presidente do SIMPE-RS, Jodar Pedroso Prates.


Entre as propostas aprovadas está a pressão sobre os deputados para alteração do índice de reajuste e um grande ato unificado em defesa da valorização salarial no dia 26 de abril. A atividade deve iniciar em frente à sede do IPE e seguir em caminhada até o Palácio Piratini.


Em breve será divulgado um calendário das ações.


Unidade com as entidades da segurança pública


Pela manhã, a reunião foi com o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado do Rio Grande do Sul (AMAPERGS Sindicato). O objetivo do encontro foi estreitar as relações entre as entidades e dialogar sobre ações conjuntas em relação à Revisão Geral Anual.


Na ocasião, o assessor econômico do Sindjus/RS, Cid Cordeiro, fez um relato sobre as possibilidades financeiras do Estado para realizar um reajuste superior aos 6% apresentados pelo governo. As entidades do Sistema de Justiça estão buscando um reajuste mínimo de 10,06%, o que representa a inflação de 2021.


“A reunião foi bastante produtiva. Nós procuramos estreitar os laços com uma entidade que é muito forte, a fim de trabalharmos juntos pela melhoria do índice de reposição inflacionária”, avalia o coordenador-geral do Sindpers, Thomas Vieira.


Foto de capa: Emanuel Dall Bello/Sundjus.


38 visualizações0 comentário