Votação do PL 146/21 em Plenário fica para o próximo ano

A votação do Projeto de Lei (PL) 146/2021 no Plenário da Assembleia Legislativa ficará para 2022. Na manhã desta terça-feira (14), houve a tentativa de um Acordo de Líderes para que a matéria pudesse ser votada ainda neste ano, mas por desacordo das Bancadas do Novo, MDB e Cidadania o projeto será mantido na Comissão de Segurança e Serviços Públicos (CSSP).


Os líderes Any Ortiz (Cidadania), Giuseppe Riesgo (Novo) e Vilmar Zanchin (MDB) foram os que recusaram o acordo para que o projeto ficasse apto para votação em Plenário. As deliberações do Colégio de Líderes são tomadas pela maioria equivalente a dois terços, ponderados os votos dos Líderes em função da expressão numérica de cada Bancada. Contudo, o acordo também não acontece se pelo menos três Líderes de Bancada não concordarem com a inclusão de proposição na Ordem do Dia


O coordenador-geral do SINDPERS, Thomas Vieira, lamentou a decisão: “Infelizmente não é uma boa notícia, mas seguiremos no ano que vem na batalha pela aprovação do Plano de Carreira”.


Na CSSP o PL 146/21 foi designado para relatoria do deputado Fábio Ostermann (Novo). Nesta quarta-feira (15), o SINDPERS terá uma reunião com o relator para conversar sobre a matéria.


115 visualizações0 comentário