top of page

Plataforma do Diap mostra quem votou a favor e contra trabalhadores no Congresso


O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) lançou uma plataforma para quem quiser saber como votaram deputados e senadores em temas de interesse social e dos trabalhadores. O Quem foi Quem no Congresso está disponível no site da entidade e mostra como os parlamentares votaram em temas como a reforma da Previdência e em projetos que flexibilizaram direitos trabalhistas.


A plataforma foi desenvolvida para aferir o desempenho parlamentar em temas que impactam os direitos dos trabalhadores e os serviços prestados à sociedade e faz parte de um novo projeto de acompanhamento e compartilhamento de informações de domínio público, como forma de estimular a participação política e o voto consciente.


Para a escolha das votações, a equipe técnica do DIAP utilizou 5 critérios:


1) a importância da matéria sob os pontos de vistas político, econômico e/ou social;

2) o registro nominal do voto de cada parlamentar, excetuando as de forma simbólica quando não há registro do voto por tratarem de matérias consensuais ou em função de manobras regimentais;

3) o grau de disputa entre governo e oposição, exigindo-se em cada votação oposição superior a 20% da Casa do Congresso, no caso da Câmara, com divergência superior a 100 votos;

4) o aspecto temporal das propostas de leis submetidas para votação pelos parlamentares com vigência permanente ou temporária das políticas públicas; e

5) a clareza do dispositivo votado em relação ao objetivo pretendido, de modo a não deixar margens para dúvidas sobre o conteúdo da votação.


A iniciativa remete a um levantamento pioneiro do próprio instituto. Em 1988, o Diap lançou o livro Quem foi quem na Constituinte (Cortez Editora e Oboré Editorial), radiografia das posições dos parlamentares nas questões de interesse dos trabalhadores, que resultaram na Carta promulgada em 5 de outubro daquele ano.