top of page

Em clima de indignação, maior Assembleia Geral da categoria aprova calendário de paralisações

Em uma Assembleia Geral com participação histórica, os servidores e servidoras da Defensoria Pública do Rio Grande do Sul (DPE/RS) decidiram que irão paralisar suas atividades nos dias 12 e 17 de abril. Em clima de indignação com a postura da Administração Superior com a categoria, também foi definida a realização de nova Assembleia para deliberar sobre a deflagração de greve no dia 20 de abril.


Após os informes do coordenador-geral do SINDPERS, Thomas Vieira, sobre a reunião da Comissão de Regulamentação do Plano de Carreira, a categoria entendeu que não houve resposta formal e satisfatória quanto às demandas apresentadas em ofício no dia 28 de março. Os servidores e servidoras também não gostaram da mudança no calendário de equiparação do auxílio-refeição, que deve ser integralizado somente em dezembro.


Nesse cenário, os mais de 150 participantes decidiram dar continuidade às mobilizações para deflagração de greve e fizeram os seguintes encaminhamentos:

  • Contratação de assessoria contábil para realizar estudo sobre o orçamento da DPE/RS

  • Apresentação de ação judicial relativa à nomeação e posse de novos defensores e servidores comissionados

  • Realização de paralisação em turno integral nos dias 12 e 17 de abril

  • Realização de nova Assembleia Geral no dia 20 de abril para definir sobre a deflagração de greve

  • Realização de atos na frente da sede em Porto Alegre nos dias 12, 17 e 20 de abril.


O sindicato irá elaborar materiais gráficos para que a categoria utilize nos dias de paralisação em frente às sedes da DPE/RS e panfletos para facilitar o diálogo com a população.


283 visualizações

Comments


bottom of page