top of page

Servidores da DPE/RS decretam estado de greve

Em Assembleia Geral realizada na tarde desta sexta-feira (24), os servidores e servidoras da Defensoria Pública do Rio Grande do Sul decidiram decretar estado de greve. As reivindicações incluem uma uma série de pautas remuneratórias e administrativas.


Pautas não financeiras:

1) Voto para eleição da lista DPG, via Projeto de Lei;

2) Voto e voz no Conselho da DPE;

3) Transparência nos cargos vagos e lotação destes;

4) Transparência no CADPim;

5) Participação paritária na discussão e aprovação de medidas e resoluções em questões que envolvam a categoria;

6) Vinculação à Defensoria de Lotação, impedido a designação de trabalho de comarca diversa;


Pautas Financeiras:

1) Retorno imediato do pagamento do prêmio produtividade;

2) Imediata implementação do auxílio creche e da gratificação de difícil acesso, inclusive com pagamento retroativo a implementação do plano de carreira;

3) 18% de recomposição salarial, nos moldes do projeto enviado para os defensores, incluindo a automaticidade;

4) Implementação do auxílio saúde, nos moldes dos defensores;

5) Equiparação do valor do vale alimentação aos dos defensores;

6) Regulamentação imediata do Adicional Noturno;

7) Adicional de Qualificação;

8) Novos cargos de Analista e Técnico;

9) Remuneração dos estagiários;


Sendo as pautas de implementação imediatas (até 06/04)

• produtividade ou auxílio saúde;

• auxílio creche retroativo;

• equiparação do vale alimentação.


A categoria também já elegeu uma Comissão de Negociação, composta pelos servidores: Fabiano dos Santos, Thomas Vieira, Luíza Krug, Camila Mansur, Camila Dri, Leonel Lemos e Valquíria Zorzanello.


No dia 28 de março, o grupo irá entregar a pauta de reivindicações para o defensor público-geral.


A próxima Assembleia Geral será no dia 06 de abril. Na ocasião será definido o calendário de paralisações e discutida a decretação de greve.


577 visualizações

Comments


bottom of page